Material para Concurso de Sargentos

segunda-feira, 14 de maio de 2012

PCRR: Policiais civis confirmam greve geral

 

A greve foi decidida durante assembleia, na Câmara Municipal de Boa Vista, onde eles simbolicamente colocaram o projeto dentro de um caixão


Por: EVILENE PAIXÃO

Policiais Civis do estado entram em greve geral na terça-feira, dia 22. A ação foi deliberada por unanimidade durante a assembleia geral realizada na manhã de sábado, 12, no auditório da Câmara Municipal de Boa Vista, onde participaram cerca de 500 pessoas.
O motivo é o polêmico Projeto de Lei Complementar (PLC) que dispõe sobre a extensão do subsídio a todos os policiais civis e altera a Lei Orgânica da Polícia Civil, para possibilitar a promoção funcional da categoria, assinado pelo governador Anchieta Júnior na semana passada e encaminhado para votação na Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR).

Num debate caloroso, os manifestantes estavam com cartazes com frases “Quem protege a sociedade merece respeito” e ainda “Exigimos promoção isonômica”. O projeto é conhecido também como “Lei me Beija” e é considerado pela categoria como “ilegal, imoral e inconstitucional”. Depois da deliberação da greve, os policiais saíram em passeata, com palavras de ordem, da Câmara Municipal até o Palácio Senador Hélio Campos.

Depois da deliberação, os policiais fizeram passeata nas ruas da Capital, em protesto
O PLC desagrada de forma geral os policiais civis, pois segundo os manifestantes, existe um desrespeito à Constituição, já que a categoria é baseada na Lei Complementar 132, que garante uma remuneração satisfatória e com o novo projeto haverá uma redução salarial em nove cargos como médico-legista, perito, escrivão de polícia, agente carcerário e auxiliar de necropsia. Mas a revolta também é que em meio a essa redução, os delegados não serão prejudicados, pelo contrário, suas remunerações serão reajustadas conforme o critério de merecimento.

Amanhã, 15, membros do Sindicato dos Policiais Civis de Roraima (Sindpol) estarão na ALE-RR, a partir das 8h, na Sala de Reuniões da Casa, na tentativa de conversar com os parlamentares para apresentar suas principais argumentações contrárias à aprovação do PLC. “Vamos tentar sensibilizar tanto os deputados como também o chefe do poder executivo. Nós queremos um amplo debate sobre essa lei. Temos certeza que o governador está sendo induzido ao erro, assim como os deputados que não desconhecem esse projeto”, disse José Nilton Pereira da Silva, presidente do sindicato.

Nilton afirmou que a categoria estará durante toda semana na ALE-RR buscando diálogos e alternativas para que o projeto não seja aprovado. “Esse projeto é um equívoco e nós vamos trabalhar para que seja retirado da pauta da ALER, pois queremos discutir de forma técnica e com responsabilidade”.

Greve tem apoio dos aprovados no concurso para agentes penitenciários

del2Joana Dark:  “Somos solidários a causa do sindicato”

Joana Dark Soares Moura, representante dos aprovados no primeiro concurso de agentes penitenciários, disse que o grupo esteve presente na assembleia geral para manifestar seu apoio à categoria. “Viemos hoje porque somos solidários a causa do sindicato até porque eles foram os primeiros a nos apoiar”.

O concurso para agentes penitenciários foi realizado em setembro do ano passado. Foram aprovadas 376 pessoas que desde então já passaram pelas demais fases como exame médico, investigação social, teste físico e psicológico. Mas recentemente eles não foram convocados para a última etapa, a formação acadêmica, que não tem data prevista para iniciar. “Acionamos o Ministério Público para questionar a Secretaria de Justiça e Cidadania para que justifique o porquê do atraso no início da academia e o Sindpol tem nos dado todo apoio”.

Segundo ela, das 376 pessoas que foram aprovadas no concurso, a formação é para 350 e a contratação imediata para 300. “Muitas pessoas largaram seus outros empregos para se dedicar a realizar as fases do concurso, mas hoje estão desempregadas. Exigimos o mais rápido possível a realização dessa formação e a contratação”.

Ela ainda convocou todos os aprovados para uma manifestação a ser realizada no próximo sábado, dia 19, às 14h, na Praça Germano Augusto Sampaio, bairro Pintolândia. Lá, será institucionalizado o Sindicato dos Aprovados no Concurso de Agente Penitenciário. “Vamos fazer esse ato de criação do nosso sindicato, assim teremos mais legitimidade para buscar nossos direitos”. (E.P.)

Fonte: FolhaBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados neste blog deverão ser identificados, não sendo mais permitidos comentários anônimos. Para poder comentar você deve fazer parte deste blog clicando em "CADASTRE-SE NO BLOG - Fazer parte deste site".

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.