Material para Concurso de Sargentos

quarta-feira, 16 de maio de 2012

PMMT: Dossiê forjado por oficiais derruba comandante da Polícia Militar

 

Um dossiê que, segundo fontes do Olhar Direto, foi elaborado por oficiais do Comando Regional IV (Região Sul) foi responsável pela queda de seu comandante, coronel Valdivino Pimentel. Ele deve passar o posto ao coronel Mauro Anselmo Morais Ribeiro no dia 18 de maio, às 16h30.

O destino do coronel Valdivino ainda não está definido, mas cogita-se a ele o mesmo destino do coronel Pery Taborelli: a geladeira, ficando sem missão alguma por algum tempo.

Conforme as informações apuradas pela reportagem, o dossiê teria parado até mesmo na mesa do governador Silval Barbosa (PMDB), com denúncias de improbidade administrativa, dentre outros crimes supostamente cometidos pelo coronel. A Corregedoria da PM apura se as denúncias procedem ou não.

Contudo, a queda do coronel também pode estar diretamente ligada às atitudes do comandante em endurecer com policiais militares envolvidos em tráfico de drogas, assaltos e homicídios na cidade, culminando na prisão de colegas de farda pelas Polícia Civil e Federal, colegas esses que podem ter ajudado na montagem do documento.

Procurado pela reportagem, Valdivino diz que tem conhecimento do dossiê, mas prefere não comentar o caso e aguarda nova função ainda a ser determinada pelo comando geral.

“No dia 1º de junho, completo 29 anos [de Corporação] e estou me preparando para ir para a reserva com a consciência do dever cumprido”.

Já o corregedor da PM, coronel Jorge Catarino Moraes Ribeiro, informou por meio da assessoria de imprensa que desconhece qualquer dossiê a respeito do coronel e que a troca de comando é natural. Valdivino teria férias vencidas e é uma determinação do governador que nenhum servidor público acumule o benefício. A troca de comando, segundo o corregedor, é um processo natural dentro da corporação.

Valdivino esteve à frente do CR IV por dois anos e 15 dias.

Troca de comando

A saída do coronel estava prevista para esta terça-feira (15), contudo, o comandante geral da PM, coronel Osmar Lino Farias, permitiu que ele continuasse até sexta-feira (18), quando será inaugurada a praça desportiva coronel Adib Massad, que serviu na região nas décadas de 1960 e 1970, antes da divisão do Estado. Hoje, ele faz parte da reserva da PM do Mato Grosso do Sul.

A praça desportiva terá pista de atletismo, campo society e refletores para eventos noturnos no quartel da PM.


Fonte: Topnews

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados neste blog deverão ser identificados, não sendo mais permitidos comentários anônimos. Para poder comentar você deve fazer parte deste blog clicando em "CADASTRE-SE NO BLOG - Fazer parte deste site".

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.