Material para Concurso de Sargentos

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Enquete realizada sobre a atuação do Comandante Geral da PMRR é finalizada


A enquete realizada pela APBM/RR, cujo objetivo era a demonstração clara da atuação do Comandante Geral da PMRR foi finalizada com os seguintes resultados:

Num total de 118 votos:

22 pessoas (18%), responderam que sua atuação é positiva;
33 pessoas (27%), responderam que sua atuação é negativa;
07 pessoas (5%), responderam que sua atuação é neutra;
56 pessoas (47%), responderam que sua atuação está engessada pelo Governador;

Percebe-se que a atuação do Sr. Cel Vitória – Cmt Geral da PMRR, não está a contento e isso está refletindo na tropa. Coisas pequenas que poderiam ser resolvidas como o envio por livre e expontânea “pressão” às missões ou destacamentos, às diárias que não são pagas antecipadas como determina a Lei e o atraso para recebimento desta, a escala de serviço que não se adequa a um banco de horas, a quantidade de horas trabalhadas que excede ao máximo permitido por Lei, o serviço voluntário imoral que paga migalhas enquanto em outros setores como a saúde pagam 3 vezes mais, a falta de efetivo para cumprir missões diversas, entre muitas outras.

A APBM protocolou um Ofício ao Comando Geral para tratar de alguns problemas que estão acontecendo e até o presente momento, foi feito apenas um contato por meio de seu Gabinete com a Coord. Geral Quésia, sendo informada que o Comandante receberia apenas a Coord. Geral, onde de imediato a mesma informou que quem estaria interessado em conversar com o Comando era a APBM e não a Quésia Coord. Geral da APBM.

Em conformidade com a negativa do Comando, percebe-se que este Comandante não tem interesse em resolver problemas ou tentar sanar por ventura os que estão prestes a ocorrerem. A APBM tenta se posicionar junto ao Comando para levar soluções em resposta aos acontecimentos e o Comando não atende tais pedidos.

Qual a justificativa o Comandante Geral teria para atender apenas a Coord. Geral? Será a facilidade da pressão que este poderá impor sobre a Coordenadora, não tendo esta como se defender, sendo-lhe imposta a luz do Regulamento Discplinar? O que teme o Comando em receber a APBM em seu Gabinete?

São fatos que tornam o Comando desmerecedor de sua tropa, que não democratiza as sugestões elencadas pelas Associações e tampouco tem intimidade com a tropa para tentar melhorias no labor de cada Policial Militar atuante na capital e no interior.

O Comando está se esquivando das Reuniões e tampouco fazendo melhorias para nossos militares. A tropa está insatisfeita, desmotivada, sem recursos para a execução de um bom trabalho. O reflexo de tudo isso está no atendimento precário das ocorrências, onde temos poucas viaturas trabalhando, a Central de Operações (190), que não atende mais a demanda de ligações há mais de 3 anos e nada está sendo feito nada para melhoria daquele local de serviço extremamente importante, deixando a população de Boa Vista desamparada. Caso fosse feita um aentrevista com a população boavistense, estes com certeza iriam falar de forma negativa da Central de Operações da Polícia Militar (190).

Cabe apenas ressaltar que a APBM estará tomando medidas em desfavor do Comando, no sentido de buscar melhorias para os militares, tendo em vista que este esteja se negando a receber esta Associação para possíveis diálogos e busca de soluções aceitáveis diante do cenário Governamental que aflinge a população em geral, bem como os militares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados neste blog deverão ser identificados, não sendo mais permitidos comentários anônimos. Para poder comentar você deve fazer parte deste blog clicando em "CADASTRE-SE NO BLOG - Fazer parte deste site".

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.