Material para Concurso de Sargentos

segunda-feira, 25 de abril de 2011

DESCASO – Baliza enfrenta problemas na educação, segurança e energia

 

Por: WIRISMAR RAMOS – da Redação (e-mail: wirismar@gmail.com)

Viaturas quebradas e prédio sem reforma - policias militares tentam fazer milagres

Os problemas enfrentados por São João da Baliza, no sul de Roraima, ultrapassam o âmbito municipal. Educação, segurança pública e energia, de responsabilidade do Governo estadual, são setores que também têm tirado o sono da população daquele município. A reclamação é dos vereadores Gideon de Castro (PSDB), presidente da Câmara; Genival “Cairara” (PP), Josimar “Motorzinho” da Conceição (PMDB), Valdemir “Demir” Rodrigues (PR), Chico Veloso (PP) e Chagas da Caçamba (PP) – todos da bancada de oposição ao prefeito Chico Maia (PSDB), aliado do governador Anchieta Júnior (PSDB).

Na segurança pública, o maior problema enfrenta o destacamento da Polícia Militar, cujas viaturas estão quebradas – o carro há seis meses, precisa trocar somente uma pela chamada cardan; e a moto quebrou esta semana. Um policial que estava de plantão revelou ao FatoReal que, quando precisam se deslocar para atender a uma ocorrência, emprestam o carro do hospital, porque a delegacia de Polícia Civil também esta sem viatura, ou solicitam apoio de outros municípios.

Outra situação degradante é a do prédio do destacamento. Antigo e sem reforma há muitos anos, o prédio mais parece uma casa abandonada: não oferece nenhum conforto aos policiais. “Prometeram fazer uma reforma no prédio, mas até agora nada foi feito. Esperamos que o governador se sensibilize e nos dê melhores condições de trabalho, porque do jeito que esta fica difícil”, disse o policial.

Postes de madeira sem substituição

De acordo com os vereadores, os postes de madeira não são substituídos há décadas e, quando algum quebra, os funcionários da Companhia Energética de Roraima (CERR) apenas cortam no tronco o pedaço estragado e enterram o mesmo poste, diminuindo a altura das linhas de transmissão, o que aumenta o perigo de acidentes. “Daqui a pouco as pessoas, principalmente as crianças, podem estar esbarrando na rede de transmissão e causando um problema bem maior”, disse o vereador Genival Cairara.

O vereador disse que, quando reclama com algum funcionário da CERR no município, ele alega que não tem como fazer a manutenção. Outra preocupação é que a cidade esta crescendo e a população aumentando. “Quando uma família  precisa de energia, não tem outra alternativa a não ser fazer uma ligação clandestina, uma extensão da casa dos parentes”, apontou.

Por meio da Assessoria de Comunicação, a CERR informou que já deu início ao processo licitatório para a substituição dos postes de madeira que estão danificados por outros de concreto. “Dentro de no máximo 15 dias esse problema estará resolvido”, garantiu.

Escolas sem aula por falta de professores

Os vereadores também denunciaram a falta de professores nas escolas municipais de Baliza. Na vicinal 29, a Escola Cristóvão Colombo esta há mais de 60 dias sem aula por falta de três professores. Na vicinal 31, por falta de cinco professores, a Escola Pedro de Souza esta fechando o primeiro bimestre sem aula.

O prefeito alega que convocou os concursados, mas ninguém compareceu para tomar posse. Entretanto, não tomou providências para suprir a carência. “Enquanto isso, o prefeito mandou reformar uma escola desativada há muito tempo, na vicinal 32. Só pode ser para lavar dinheiro”, disse o vereador Cairara.

Problemas são comuns em todo o Estado

Mecias de Jesus: “Não podemos mais viver nessa situação de instabilidade política e econômica”

Para o líder da bancada de oposição ao Governo do Estado na Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), deputado Mecias de Jesus (PR), a situação de Baliza é apenas uma mostra do que esta acontecendo em todos os municípios de Roraima. “O descaso é total com as áreas consideradas prioritárias, que são educação, saúde, segurança e infraestrutura. O Estado, infelizmente, esta envolto em caos e não há nada que se possa fazer, a não ser esperar que a justiça eleitoral cumpra o seu papel e decida logo de uma vez tirar esse cidadão do poder, antes que ele acabe completamente com o nosso Estado”, enfatizou.

De acordo com Mecias, a bancada de oposição vem mostrando as mazelas pelas quais o Estado vem passando há muito tempo no Plenário da ALE-RR. Ele também reclamou da demora da presidente Dilma Rousseff nomear o juiz para completar o quorum do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR). “Quanto mais tempo perdemos esperando a nomeação desse juiz, mais o Estado perece com um escândalo atrás do outro. Não podemos mais viver nessa situação de instabilidade política e econômica”, reclamou.

 

Fonte: Fato Real

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados neste blog deverão ser identificados, não sendo mais permitidos comentários anônimos. Para poder comentar você deve fazer parte deste blog clicando em "CADASTRE-SE NO BLOG - Fazer parte deste site".

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.