Material para Concurso de Sargentos

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Brito e Sampaio constatam descaso com delegacias e Cadeia Pública

 

No 1º DP, o aquivo divide espaço com o banheiro

Os deputados estaduais Brito Bezerra (PP) e Soldado Sampaio (PC do B), juntamente com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sindpol), José Nilton Pereira, visitaram de surpresa a Cadeia Pública de Boa Vista e algumas delegacias da capital, no final da manhã desta segunda-feira (16). Na sessão ordinária desta terça-feira (17) na Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), o deputado Sampaio se pronunciou sobre as visitas e pediu providências às autoridades competentes.

De acordo com ele, o objetivo das visitas foi conferir in loco a situação do sistema público de segurança de Boa Vista. A visita começou pelo 1° Distrito Policial (DP), localizado no Centro da cidade. Ali, os parlamentares e o presidente do Sindpol foram recebidos pela delegada adjunta Suébia Cardoso da Silva.

Eles constataram a precariedade das instalações físicas, como portas quebradas, paredes deterioradas, celas em condições insalubres – sem banheiro e sem qualquer ventilação. “Ainda trocaram os móveis que estão em perfeito estado e jogaram tudo na área externa da delegacia, como se fosse lixo. Isso é um desperdício de recursos público, quando se tem outras prioridades”, relatou o deputado Brito.

Os parlamentares identificaram também a falta de veículos e de combustível para atender as ocorrências, além da falta de material de expediente. “É um descaso o que vem acontecendo com a segurança pública no Estado. Estamos aqui para realmente relatarmos tudo isso”, afirmou o deputado Sampaio.

Móveis em perfeito estado foram jogados na área externa do 1º DP

O segundo local visitado pela comitiva foi a antiga Delegacia de Mulheres, localizada no Centro, onde hoje funcionam os Núcleos de Proteção à Criança e ao Adolescente e ao Idoso e Deficientes, além do Plantão Central II. No local, os parlamentares verificaram a precariedade das instalações físicas, ambientes insalubres com a presença de ratos. Também receberam reclamação dos agentes de polícia que afirmam estarem em desvio de função, atuando como escrivães.

Outra reclamação apresentada foi a falta de delegados atuando de fato nas delegacias. Segundo o presidente do Sindpol, José Nilton, dos 76 delegados que atuam no Estado, 15 não estão na ativa e muitos outros não comparecem regularmente ao local de trabalho.

No 4º DP, afalta de espaço e a precariedade do a estrutura são explícitas

No 4° DP, localizado no bairro Pintolândia, onde também funciona o Plantão Central, a comitiva foi recebida pela delegada de plantão, Guiliana Castro, que elogiou a iniciativa dos parlamentares em conhecer a realidade do sistema  de segurança pública do Estado.

Na Cadeia Pública, localizada no bairro São Vicente, os parlamentares receberam as reclamações diretamente dos detentos. Segundo eles, a superlotação, a precariedade das instalações físicas e alimentação de péssima qualidade são os piores problemas enfrentados.

Um dos detentos fez questão de mostrar o marmitex que tinha acabado de receber, onde continha arroz, macarrão, feijão com os grãos praticamente crus e frango, que também estava mal cozido. “Não temos condições de comer essa comida. Somos seres humanos e precisamos ter o mínimo de dignidade”, reclamou o detento.

Na Cadeia Pública, os detentos reclamaram das instalações físicas e da alimentação

O deputado Brito disse que é relator de um Projeto de Lei que cria a estrutura da Polícia Civil e que não poderia concluir esse trabalho sem conhecer in loco a realidade da segurança pública do Estado.

“Já tínhamos informações da precariedade das delegacias e da Cadeia Pública, mas a situação vai bem além do que imaginávamos. Não estamos aqui fantasiando. Estamos constatando de fato a insegurança pública que o Estado tem neste momento. É impossível qualquer profissional exercer suas funções de maneira satisfatória, pois não são disponibilizadas as mínimas condições para isso”, afirmou o deputado Brito.

Ao final da visita, os deputados informaram que estarão relatando todos os fatos que observaram e estarão pedindo providências imediatas às autoridades competentes do setor, ou seja, às Secretarias Estaduais de Segurança Pública (SESP) e Justiça e Cidadania (SEJUC).

Situação

O vice-líder da bancada governista na ALE-RR, deputado Marcelo Natanael (PRB), disse que ele e outros deputados da bancada da situação, como o deputado Coronel Chagas (PRTB) e Rodrigo Jucá (PMDB), já conferiram ‘in loco’ as unidades prisionais e delegacias tanto da Capital, quanto do interior do Estado, e já levaram as demandas ao governador José de Anchieta (PSDB).

“Uma das principais reivindicações do setor diz respeito à falta de contingente para atender a demanda, o que em relação à Polícia Militar está sendo resolvido, com o anúncio que o governador fez recentemente da realização de concurso público. O que deve também acontecer em relação à Polícia Civil, pois o governador esta estudando a possibilidade de lançar concurso para a categoria”, destacou Marcelo Natanael.

O deputado Rodrigo Jucá, líder da maioria na ALE-RR, disse que o Governo do Estado tem noção da situação e que há dois anos luta em Brasília para consolidar um convênio com o Governo Federal, por meio do Fundo Nacional de Segurança Pública, da ordem de mais de R$ 30 milhões, a serem investidos na reforma de todas as delegacias do Estado, aparelhamento das polícias, compra de equipamentos, entre outros.

“Este convênio esta sendo alinhavado e precisamos nesse momento do apoio da bancada federal do Estado para agilizar esse trâmite. Creio que o governador Anchieta é sensível ao tema e tem plena noção das necessidades do setor e tem lutado para solucionar os problemas enfrentados”, enfatizou Rodrigo Jucá.

Fonte: Fato Real

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados neste blog deverão ser identificados, não sendo mais permitidos comentários anônimos. Para poder comentar você deve fazer parte deste blog clicando em "CADASTRE-SE NO BLOG - Fazer parte deste site".

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.