Material para Concurso de Sargentos

terça-feira, 10 de maio de 2011

Representantes de policiais militares pedem novamente ajuda a deputados estaduais


Ficou decidido que o governo cumprirá o acordo assinado com os policiais e que as transferências seriam canceladas. “Foi cancelada inclusive a transferência do soldado Jesuíno.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valter Araújo (PTB) recebeu em seu gabinete na manhã desta segunda-feira (9) representantes dos policiais militares, que pediram mais uma vez ajuda no acordo que está sendo formalizado com o governo do Estado. Eles solicitaram da Casa de Leis agilidade na votação de matéria que deverá ser enviada nas próximas horas pelo Executivo.



Valter Araújo explicou que pediu à secretária de Estado de Administração, Vera Paixão, para que o Executivo envie até as 14 horas de terça-feira (10) as matérias que precisam ser votadas pelos deputados, relacionadas ao acordo feito com os policiais militares. O presidente da Ale garantiu que, se isso acontecer, a votação acontecerá ainda na terça.

O clima na PM ficou tenso entre a noite de domingo e a madrugada de segunda, quando esposas de policiais fecharam os portões de acesso ao primeiro e ao quinto batalhão, em Porto Velho, impedindo que os maridos saíssem para trabalhar. Elas protestaram contra o não cumprimento do acordo assinado anteriormente com o Executivo e também contra a prisão do presidente da Associação dos Familiares de Praças da Polícia Militar (Assfapom), Jesuíno Boabaidi, e de mais dois policiais, o cabo Alcimar e o sargento Júnior.
Na reunião realizada na Assembleia Legislativa, os representantes dos policiais militares também agradeceram aos deputados Valter Araújo, Hermínio Coelho (PT) e Epifânia Barbosa (PT) pelo apoio dado à categoria durante os momentos de tensão na madrugada desta segunda-feira. Os deputados foram chamados pelos policiais e seguiram até os quartéis, onde intermediaram a questão.
Ficou decidido que o governo cumprirá o acordo assinado com os policiais e que as transferências seriam canceladas. “Foi cancelada inclusive a transferência do soldado Jesuíno, já que não havia razão nenhuma para isso. O acordo acaba de vez com qualquer ameaça de paralisação e traz de volta a tranquilidade e a segurança”, adiantou Valter Araújo.
Em entrevistas concedidas a diversos veículos de comunicação durante a audiência com representantes dos policiais militares, Valter Araújo explicou que a Assembleia Legislativa foi chamada para mediar o conflito e participou ativamente desse processo. Ele também pediu ao governo que enviasse à Justiça Militar um documento pedindo o relaxamento da prisão de Jesuíno Boabaidi e dos outros dois policiais.

Após a audiência com os representantes dos policiais, Valter Araújo se reuniu com a secretária de Administração, Vera Paixão. Ele pediu a ela agilidade no envio da matéria que precisa ser votada pelos deputados.

Celeridade

O deputado Euclides Maciel (PSDB) disse que o posicionamento da Assembleia Legislativa durante as horas de tensão merece elogios. “O deputado Valter Araújo passou a noite telefonando para os parlamentares estaduais, pedindo para que todos ficassem de prontidão para que, assim que for encaminhada pelo Executivo, a matéria seja votada. Se dependesse da vontade do presidente, isso aconteceria ainda nesta segunda-feira (9)”, acrescentou.

Fonte: Tudo Rondônia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados neste blog deverão ser identificados, não sendo mais permitidos comentários anônimos. Para poder comentar você deve fazer parte deste blog clicando em "CADASTRE-SE NO BLOG - Fazer parte deste site".

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.