Material para Concurso de Sargentos

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Bom dia da Folha de Boa Vista


QUIZUMBA 1
A mulher de um parlamentar federal armou a maior confusão com um policial militar no prédio da Assembleia Legislativa porque ela queria ter acesso à entrada privativa a funcionários da Casa e parlamentares. Com ordens superiores para não permitir o uso por estranhos, o PM se manteve firme, provocando a ira na mulher.

QUIZUMBA 2
Vendo que seus argumentos não iam dar certo e que iria ser mesmo barrada, a mulher ligou para um deputado membro da Mesa Diretora, que, por sua vez, saiu do plenário e foi até o local passar um sermão aos gritos no policial. Até o presidente da Casa foi ao local para ver o que estava acontecendo, tamanha foi a confusão.

ANISTIA 1
A presidente Dilma Rousseff (PT) sancionou nesta terça-feira, 11, a lei que anistia bombeiros e policiais militares punidos por participação em movimentos reivindicatórios em todo o país, após passar pela aprovação da Câmara dos Deputados. A lei atinge bombeiros e policiais militares do Rio, Alagoas, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Rondônia, Santa Catarina, Tocantins, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe e do Distrito Federal.

ANISTIA 2
O projeto anistia infrações previstas no Código Penal Militar e no Código Penal. O caso do Rio de Janeiro, em junho deste ano, foi mais emblemático, quando 439 bombeiros foram presos depois de invadirem o quartel general da corporação. Eles foram presos em 3 de junho e soltos no dia 10 do mesmo mês. Houve conflito. Policiais do Bope tiveram que entrar no quartel e, com bombas de efeito moral e gás de pimenta, conseguiram retomar o controle do lugar.

ANISTIA 3
No caso de Roraima, foi a Polícia Militar de Roraima que entrou em greve no dia 30 de março de 2009, reivindicando reajuste de 43% prometido pelo Governo do Estado. Em abril de 2008, o governador Anchieta Júnior (PSDB) concedeu aumento para todas as categorias, exceto a da PM.  A categoria permaneceu em estado de mobilização desde dezembro de 2008, e como foram atendidas as suas reivindicações, convocaram suas famílias e ocuparam os quartéis.

INQUÉRITO 1
As poderosas antenas da Parabólica captaram que o Comando da Polícia Militar mandou abrir sindicância contra um coronel acusado de fazer denúncias à Folha sobre a precariedade da estrutura dos quartéis na capital e no interior. E quem vai conduzir a investigação é um dos coronéis que foram absolvidos no caso de desvio de dinheiro do Serviço de Assistência Social (SAS/PM).

INQUÉRITO 2
O curioso desse episódio é que, enquanto tentam punir quem faz denúncia à imprensa, o Comando da PM e as autoridades sequer abrem investigações para apurar as denúncias feitas e ainda para investigar acusações contra a cúpula da instituição. Em um dos casos, o juiz Jarbas Vasconcelos determinou abertura de sindicância para apurar por que o Comando não apresentou um soldado para depor em um processo criminal.

INQUÉRITO 3
O prazo dado pelo juiz foi de 15 dias para apresentar o resultado da sindicância, mas passou-se um ano e a PM não cumpriu a determinação judicial. O caso está parado na Corregedoria da Corporação, sem que os envolvidos no episódio ao menos tenham sido responsabilizados.

Fonte: FolhaBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados neste blog deverão ser identificados, não sendo mais permitidos comentários anônimos. Para poder comentar você deve fazer parte deste blog clicando em "CADASTRE-SE NO BLOG - Fazer parte deste site".

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.